Olimpíadas

Autoridades asseguram que estilhaço em ônibus foi causado por pedra



Após o incidente que acabou assustando os profissionais da imprensa que trabalham na cobertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, as autoridades responsáveis pela segurança do evento atenderam os jornalistas nesta quarta-feira para prestar esclarecimentos sobre o que, de fato, aconteceu com ônibus que teve uma de suas janelas estilhaçada.

A grande dúvida que paira sobre o ocorrido é o que atingiu o ônibus. Temerosos quanto uma possível bala perdida, a imprensa internacional procurou se certificar de que a janela do ônibus foi danificada por algum outro objeto.

“Foi pedra. Estamos falando de um ambiente urbano, densamente povoado. Seria impossível fazer um perímetro que tirasse as pessoas ao redor do caminho dos ônibus. Não podemos afirmar a autoria, mas tudo indica que foi um ato de vandalismo, não criminoso”, disse o diretor de segurança do Rio 2016, Luiz Fernando Correa.

Uma das jornalistas que estava a bordo do ônibus quando o veículo foi atingido contestou a atitude do motorista, que seguiu dirigindo mesmo após o ocorrido. Quem se posicionou sobre essa questão foi o diretor de comunicação do Rio 2016, Mario Andrada.

“Entendemos que o ônibus tinha sido escoltado e o atendimento tinha sido feito. Se não foi feito, nós nos desculpamos. Não acontecerá de novo”, afirmou, admitindo desconhecer os procedimentos de um dos voluntários. “O critério para selecionar motoristas é a experiência e o conhecimento. O fato de ele ser pago ou voluntário é irrelevante para a questão. Temos que respeitar algumas normas para escolher um motorista para levar pessoas para os lugares da Olimpíada”, finalizou.

A tendência é que mais informações sobre o caso sejam dadas até o final da tarde desta quarta-feira. Segundo as autoridades, a perícia ainda não foi completamente finalizada e justamente por isso algumas investigações estão em curso.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.