Atletismo

Fabiana Murer aponta hérnia de disco como causa de sua eliminação



Após a eliminação nas eliminatórias do salto com vara, Fabiana Murer apontou a lesão sofrida às vésperas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro como o principal motivo para que ela não conseguisse avançar à final. Ainda se recuperando de uma hérnia de disco, a brasileira acredita que contou apenas com 60% do desempenho que poderia apresentar no Estádio Olímpico João Havelange.

“O esporte é assim. Infelizmente uma lesão tira a condição da atleta em poder saltar. Hoje eu estava com 60% da minha condição”, afirmou Fabiana, muito emocionada com o final indesejado de sua trajetória olímpica, que também teve frustrações em Pequim 2008 e Londres 2012.

Dona da segunda melhor marca de 2016 no salto com vara, Fabiana Murer chegava ao Rio de Janeiro como uma das favoritas a conquista de medalha na modalidade. Após o ouro de Thiago Braz no masculino, ela não conseguiu repetir o feito no feminino e revelou ter optado por saltar 4.55m diretamente, sem passar pelas medidas inferiores, para poupar esforço físico.

“Optei por começar mais alto para fazer menos saltos. Quanto mais eu salto, mais meu braço sente, se enfraquece. Consegui fazer alguns saltos nos treinos, mas era parecido com este. Achei que conseguiria dar uma melhoradinha nesses últimos dias, mas não conseguia manter a vara envergada”, disse.

“Acho que as pessoas me acompanharam, viram meus resultados, me deram força no período da lesão. Queria agradecer todo mundo que tentou me ajudar, não consegui responder porque estava super concentrada tentando me recuperar. Termino minha carreira com a melhor marca da minha vida, isso me deixa bastante contente”, completou, sem cravar se irá se aposentar ou não.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.