Aquáticos

Isaquias é bronze nos 200m e leva segunda medalha nos Jogos do Rio



Na manhã desta terça-feira, o canoísta Isaquias Queiroz entrou para a história do esporte olímpico brasileiro. Após a medalha de prata nos 1000 metros da C1,o baiano de Ubaitaba conquistou o bronze na prova de 200m e entrou para um grupo seleto de atletas com duas premiações em uma mesma edição dos Jogos Olímpicos.

Após ficar na última colocação durante toda a prova, Isaquias fez um ótimo final de prova e conseguiu ultrapassar Zaza Nadiradze (Geórgia) e Alfonso Benavides (Espanha) chutando sua canoa. O tempo do brasileiro foi de 39s628.

Logo após a prova, insatisfeito, Isaquias bateu com o remo em sua canoa e se jogou na Lagoa Rodrigo de Freitas. Depois do anúncio de sua medalha, o atleta não conteve a felicidade e comemorou socando a água.

Medalhista de ouro em Londres 2012, Iurii Cheban, da Ucrânia, conquistou o bicampeonato e bateu o recorde olímpico com tempo de 39s279. Valentin Demyanenko, do Azerbaijão, foi medalhista de prata (39s493)

Nesta terça-feira, Isaquias conquistou a prata na categoria 1000m da canoa velocidade individual (C1), perdendo para o alemão Sebastian Brendel. O brasileiro tem três títulos mundiais na carreira (500m C1 em 2013 e 2014 e 1000m C2 em 2015) e dois ouros Pan-Americanos (1000m e 200m C1 em 2015).

Além do jovem de 22 anos, Guilherme Paraense (ouro e bronze) e Afrânio da Costa (prata e bronze), nas provas de tiro esportivo nos Jogos de 1920, e Gustavo Borges (prata e bronze) e Cesar Cielo (ouro e bronze, na natação, em Atlanta 1966 e Pequim 2008, respectivamente, conquistaram duas medalhas em uma mesma edição de Olimpíadas.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.