Paralimpíadas

Está curioso? Então confira alguns segredos revelados da cerimônia de abertura Paralímpica



Você é curioso e não aguenta esperar para descobrir todos os segredos da a cerimônia de abertura Paralímpica? Bom, não pretendemos acabar com a surpresa, mas não há mal nenhum em revelar um pouquinho do que vai rolar no gramado do Maracanã nesta quarta-feira (7), a partir das 18h15.

A megarrampa já está posicionada e pronta para a grande festa: em alta velocidade, o atleta Paralímpico Aaron Wheelz descerá acompanhado do skatista brasileiro Bob Burnquist. É o início eletrizante da cerimônia, com direito a fogos de artifício. Simplesmente imperdível.





Parte da cultura das praias cariocas, o mate e o frescobol estarão devidamente representados, num segmento exclusivo da cerimônia que inclui ainda guarda-sóis representando, em todos os sentidos, o calor do Brasil.

A Pira Paralímpica é a mesma escultura dos Jogos Olímpicos - foi esculpida pelo artista americano Anthony Howe. A diferença é que dessa vez ela ocupará o setor leste do Maracanã.



Silvia Aymonino é a coordenadora de figurinos da cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Ela gerencia uma equipe de atualmente 100 pessoas responsáveis por um total de 2.500 fantasias que vão colorir o palco do Maracanã. "O senso estético é do (estilista) Ronaldo Fraga, passando a mensagem Paralímpica de que todos nós podemos viver juntos. Isso vem dentro do conceito das rodas, que estará bastante presente na cerimônia", destacou.

João Carlos Martins, 76, maestro, sobre o fato de ter sido escolhido para tocar no piano o hino nacional brasileiro na cerimônia de abertura: "Não importa a idade, um convite como esse deixa você não com frio, mas com uma geladeira na barriga", brincou. "Me sinto um privilegiado porque, se os atletas são heróis, os paratletas são super-heróis. E tudo isso eu farei ao lado do meu fiel companheiro, o piano".

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.