Paralimpíadas

Jane Karla é eliminada nas quartas de final do tiro com arco



Jane Karla provou no último sábado que poderia brigar por uma medalha no tiro com arco feminino aberto ao garantir a terceira melhor marca na fase classificatória. Já nesta sexta-feira foi a vez da atleta brasileira confirmar as expectativas, no entanto, acabou se despedindo antes do esperado. Jane até começou bem nas oitavas de final, superando Nako Hirasawa, do Japão, mas nas quartas acabou caindo diante da chinesa Yueshan Lin, por 141 a 139, e deu adeus às disputas.

Jane Karla iniciou bem sua caminhada rumo à final paralímpica nesta sexta-feira e sinalizava que deveria mesmo brigar, ao menos, por um pódio no Rio 2016. A atleta que também pratica o tênis de mesa e levou a medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos em ambas as modalidades se manteve tranquila durante todo o confronto contra a adversária japonesa e avançou com o placar favorável de 140 a 131.

Nas quartas de final, contra Yueshan Lin, Jane Karla mais uma vez teve bom início de duelo e se manteve na frente nos dois primeiros sets, porém a rival chinesa não sentiu a pressão, se estabeleceu na disputa e com muita calma virou o placar nas três parciais restantes, assegurando a classificação para as semifinais.

ESGRIMA EM CADEIRA DE RODAS

Na disputa pelo quinto lugar do florete por equipes masculino e feminino, o Brasil não conseguiu a vitória em nenhuma das duas chaves. Nesta sexta-feira, os representantes brasileiros enfrentaram a Itália para definir a classificação final do país na modalidade. O resultado, porém, não foi o melhor. A equipe brasileira masculina sofreu a derrota por 45 a 14, após nove duelos.

Na chave feminina, o Brasil disputou o quinto lugar geral contra a seleção da Bielorrússia. As europeias saíram com a vitória, também tranquila, por 45 a 27, após as mesmas nove rodadas. Ao final do confronto, as brasileiras venceram apenas dois encontros, com Monica Santos e Karina Maia

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.