Atletismo

Odair Santos fatura primeira medalha do Brasil; Terezinha se classifica



O Brasil conquistou sua primeira medalha nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira com Odair Santos. Competindo nos 5000m rasos categoria T11, exclusiva para deficientes visuais, o brasileiro esteve muito próximo de subir no lugar mais alto do pódio, no entanto, foi ultrapassado nos últimos metros pelo queniano Samwel Kimani e acabou cruzando a linha de chegada na segunda posição, ficando com a prata.

Na altura da metade da prova Odair Santos trocou seu guia e indicava que iria dar seu último gás no trecho final para assegurar o primeiro ouro do Brasil nessas Paralimpíadas. Figurando entre os primeiros colocados, o atleta assumiu a frente faltando duas voltas para completar os 5000m.

O desempenho de Odair empolgou a torcida que compareceu neste primeiro dia de disputas no Engenhão e seguiu lutando pelo ouro até a curva dos últimos 100m, ponto em que foi superado por Samwel Kimani e acabou vendo suas chances de subir no lugar mais alto do pódio pela primeira vez em uma Paralimpíada irem embora.

Essa foi a quarta medalha de prata paralímpica conquistada por Odair. O atleta de Limeira também já faturou quatro bronzes e agora contabiliza no total 8 medalhas em participações no principal evento esportivo para deficientes físicos do planeta.

Terezinha Guilhermina – O Brasil também provou que chegará forte na briga pelo pódio nos 100m rasos feminino na categoria T11. Na manhã desta quarta-feira aconteceram as eliminatórias da modalidade e todas as quatro brasileiras avançaram para as semifinais, com destaque para Terezinha Guilhermina, atual campeã olímpica desta prova.

Primeira a entrar na pista, Lorena Spoladore fez o pior tempo entre as classificadas brasileiras (12s49), no entanto, a marca registrada pela atleta foi suficiente para que ela assegurasse uma vaga nas semifinais. Sua oponente de bateria, a chinesa Juntingxian Jia, também garantiu a classificação.

Terezinha Guilhermina entrou em ação na terceira bateria e logo no anúncio de seu nome para os torcedores a atleta demonstrou todo o seu já habitual carisma para levantar as arquibancadas do Engenhão. Após a largada, a atual medalhista de ouro da prova não forçou e avançou para a semi com o segundo melhor tempo (12s19), atrás da chinesa Cuiqing Liu (12s03).

Jerusa Santos fechou o conjunto brasileiro classificado para a próxima fase dos 100m rasos T11 feminino. Cruzando a linha de chegada em 12s34, a atleta se colocou como quinta mais rápida no grupo que disputará as semifinais nesta sexta-feira, a partir das 11h42 (de Brasília).

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.